Quem sou eu

sábado, 21 de maio de 2011

O que sobra no fim, é a poesia do início!


Não quero ser vidente,
Não quero a certeza da rima
Não quero ser poetisa
Nem juiza dessa história
Não quero a agonia
Nem o acalanto na memória
Não quero a insônia
Nem a agonia da paixão
Não sei do exato
Eu não descarto nem o sim nem o não
Não quero a dúvida
Nem quero saber da razão
Só quero a alegria
Que fez morada
No meu coração
...
É incrível como muda de prisma!
O que era pro outro, volta a ser seu!
é
isso.


[Texto: Adryana BB]
Imagem: Google

segunda-feira, 16 de maio de 2011


As vezes é preciso apenas silenciar,
observar,
aquietar,
respirar,
transcender.
É preciso - como o samurai - desviar-se das
batalhas com sabedoria e dignidade.
É preciso aceitar a vida e viver.´
(Gleid)



sexta-feira, 13 de maio de 2011

O Meu Azul

Porque você é o meu sonho...
O meu azul...
Os meus olhos e a estrada que desejo seguir.
Porque quando te vejo tudo se transforma, tudo se sente, tudo se canta... Porque você é meu arrepio, você é toda essa calmaria que enche o meu peito de euforia, é você que quero...
Vem pra mim, me faz tua morada...
Me deixa gritar o que trago no peito. 

[Áurea Oliveira]

Tudo nasce, quando sei que do outro lado tem você!!!